betsson

betsson - Preço do leite ao produtor cai 30% em um ano

BOLETIM

betsson - Preço do leite ao produtor cai 30% em um ano

Contudo, pesquisas do Cepea indicam que o movimento de queda no preço do leite ao produtor pode ter chegado ao fim

ExpoZebu, leite, vaca
Foto: Divulgação/ExpoZebu

Opreço do leite cru captado por laticínios caiu 4,3% em outubro, para R$ 1,9675/litro na “Média Brasil” líquida.

No acumulado de 2023, a desvalorização é de 24,8%; e, em relação a outubro/22, de expressivos 30,4%.

Contudo, pesquisas em andamento do Cepea indicam que o movimento de queda no preço ao produtor pode ter chegado ao fim na maior parte das bacias leiteiras.

Enquanto os valores do produto captado em novembro devem permanecer estáveis no Sudeste, no Sul, espera-se uma virada na tendência.

A desvalorização do leite esteve atrelada ao excesso de oferta, tanto pelo aumento da produção doméstica quanto pelas importações crescentes.

Porém, a captação dos laticínios tem desacelerado desde setembro e, em outubro, o Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) do Cepea avançou apenas 1,4%.

A produção de leite vem sendo limitada pela combinação de clima adverso à atividade (seca e calor no Sudeste e Centro-Oeste e excesso de chuvas no Sul) com margens espremidas dos pecuaristas.

UHT e muçarela têm leve recuperação

Os preços do leite UHT e do queijo muçarela tiveram leve recuperação em novembro, interrompendo o movimento de quedas intensas observado desde maio.

No entanto, o movimento pode não se sustentar, já que a demanda segue pressionada pela inflação.

Pesquisa diária do Cepea em parceria com a OCB mostra que as cotações médias do UHT e da muçarela negociados no atacado de São Paulo em novembro foram de R$ 3,79/l e R$ 27,12/kg, respectivos aumentos reais de quase 2% e 0,6% frente a outubro (deflacionados pelo IPCA de nov/23).

O aumento dos preços é resultado de uma combinação de fatores, como a redução dos estoques e a valorização do dólar, que torna os produtos brasileiros mais competitivos no mercado internacional.

No entanto, a demanda segue pressionada pela inflação, que já supera os 10% no acumulado de 12 meses.

Déficit na balança comercial de lácteos sobe para US$ 80 mi

Enquanto as exportações brasileiras de lácteos caíram em novembro, as importações seguiram crescentes, atingindo o quarto maior volume de 2023.

Como resultado, o déficit da balança comercial aumentou para US$ 80,3 milhões em receita – 4,7% superior à de outubro – e 199,2 milhões de litros em equivalente leite, quantidade 7,4% maior, segundo dados da Secex.

A queda das exportações foi puxada pela redução das vendas de queijos, que recuaram 15,3% em novembro. Já as importações aumentaram, principalmente em razão da alta das compras de leite em pó integral (65,2%), que é usado na produção de derivados lácteos.

Custo da pecuária leiteira sobe

Em novembro, o Custo Operacional Efetivo (COE) da pecuária leiteira apresentou elevação de 0,58% na “Média Brasil” – formada pelas bacias leiteiras de BA, GO, MG, SC, SP, PR e RS. O aumento dos custos está atrelado à valorização dos concentrados, adubos, corretivos e alguns medicamentos.

O COE é um indicador que representa o custo total de produção de um litro de leite, incluindo os custos variáveis e os custos fixos.

Sair da versão mobile
betsson Mapa do site