betsson

Ligados & Integrados

betsson - Brasil cresce na exportação de carne de frango para Alemanha em 2022

De acordo com Roland Mohr, Conselheiro na Embaixada da Alemanha, o consumo de carne suína no país apesar de ainda ser alto, vem diminuindo cada vez mais e dando lugar para o frango

Você sabia que a carne suína é mais consumida na Alemanha em comparação com as outras carnes? A produção de suínos é destaque no país, sendo a principal exportadora da proteína para os demais países do continente europeu.

Contudo, a guerra entre a Rússia e a Ucrânia está causando uma crise energética na Europa, afetando o fornecimento de energia elétrica para vários países do continente, incluindo a Alemanha. Como resultado, o rebanho de suínos no país está em queda, o que pode afetar a oferta de carne suína para os alemães.

De acordo com Roland Mohr, Conselheiro na Embaixada da Alemanha, o consumo de carne suína no país apesar de ainda ser alto, vem diminuindo cada vez mais.

“Em 2022, a média de consumo per capita de suínos ficou em 41 kg. A previsão para 2023 é que esse número caia para 39 kg. Ao mesmo tempo as exportações vem crescendo cada vez mais. Então temos um cenário interessante acontecendo no país.”

Alternativas

A Alemanha não importa carne suína do Brasil. Por isso, com a crise energética e o aumento do preço da ração no país, é possível que o preço da carne suína aumente no mercado alemão, tornando a carne de frango brasileira uma alternativa mais viável para os consumidores.

No entanto, é importante lembrar que a crise energética é um problema global, que pode afetar o preço de várias commodities, incluindo a proteína animal.

O Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango, e esse pode ser um fator positivo para os consumidores alemães, que podem encontrar uma alternativa na proteína de frango brasileira.

Em 2022, o Brasil exportou 34,7 mil toneladas de frango para a Alemanha, um aumento de 46,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esses dados mostram que a procura pela proteína brasileira está crescendo no mercado alemão, apesar de o consumo de carne suína ainda ser predominante.

O frango é o animal de criação mais comum na Alemanha, mas a carne suína é a mais consumida, principalmente na forma de linguiças e no corte joelho de porco, que é muito famoso no país. O consumo de ovos é estável, enquanto outras espécies de aves são mais nichos de mercado, como o peru e o peito de frango.

“Tirando a carne suína, a carne de frango representa 70% da porcentagem de proteína consumida em todo o território alemão. Então vejo como uma oportunidade sim para o Brasil”, comenta Mohr.

betsson Mapa do site